Tags

, ,

Pamplona appeared on my holiday plans by chance. I needed to fill 1/2 days around the Basque Country and this was the solution that seemed easier if I took transportation into account. I didn’t want to decide anything without confirming I wasn’t going during San Fermin and luckily it ended a week before.

I really liked the city! A very pretty old area (Casco Viejo); interesting churches (it’s part of the French Camino de Santiago); green parks with deers, peacocks and chicken; a cute, clean hostel filled with nice people, one of the best in my hostel experience; cool shops…the only but were all the references to the San Fermin party…

Yes, everyone that goes to Pamplona when the party is going on says they are a lot of fun, the pintxos are great and boos are plenty. I believe that most people who attend the celebrations forget that at the same time there are animals suffering so that a violent and brutal tradition keeps going and that the pintxos and the alcohol are there all year round and for there to be fun, you just have to want it!

It may also be true that Pamplona is such a touristic place mainly because of San Fermin’s celebrations and that maybe without the money that comes in at that time it wouldn’t be possible for the city to be so well preserved. Isn’t it sad that money is such a powerful thing?

The world isn’t a perfect place!

P1150823 P1150824 P1150827 P1150831 P1150834 P1150837 P1150842 P1150843 P1150844 P1150845 P1150849 P1150854 P1150857 P1150863 P1150864 P1150867 P1150870 P1150871Pamplona foi uma cidade que surgiu nos meus planos de férias por acaso. Precisava de ocupar 1/2 dias do meu período de férias pelo País Basco e esta pareceu-me a solução mais fácil, uma vez pesquisados os transportes disponíveis. Não quis decidir-me antes de verificar se não coincidiria com as festas de San Fermin, mas por sorte, terminavam uma semana antes.

Gostei muito da cidade! Uma zona antiga (Casco Viejo) muito bonita; igrejas interessantes (faz parte do caminho de Santiago Francês); parques verdes onde se encontram veados, pavões e galinhas; um hostel bem fofinho, limpinho e com gente simpática, dos melhores da minha vida hosteleira; lojinhas fofinhas…o único defeito são mesmo todas as referências à festa de San Fermin…

Sim, toda a gente que vai a Pamplona na altura das festas diz que são dicertidíssimas, que se comem pintxos fantásticos, que se bebe bem e que a diversão não acaba.Eu acho que a maioria das pessoas que vai a esses festejos não tem em consideração que em paralelo existem animais em sofrimento em prol de uma tradição brutal e violenta e que os pintxos e o álcool continuam a estar por lá noutras alturas e para a diversão só é necessário o apetite!

Sim, também é verdade que Pamplona talvez não fosse uma cidade tão turistica se não fossem as festas de San Fermin e que talvez sem isso a cidade não sobreviveria tão preservada e com as mesmas características que lá encontrei. O facto de o dinheiro ser necessário para manter os sítios preservados faz destas coisas…

O mundo não é um sítio perfeito!